RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

quinta-feira

O NÃO JULGAMENTO E O PERDÃO DAS OFENSAS



Não é correto julgar ninguém. Mesmo que você tenha visto, com seus próprios olhos, alguém pecando e se enlameando, violando os mandamentos de Deus, conforme está escrito na palavra de Deus: "Não julgueis, e não sereis julgados" (Mat.7:1). "Quem és tu, para julgares o servo de outros? Que esteja firme ou caia, isto é lá com o seu Senhor. Mas ele estará firme, porque poderoso é Deus para o sustentar" (Rom. 14:4). É muito melhor trazer à sua mente as palavras dos apóstolos: "Portanto, quem pensa estar de pé, veja que não caia" (1 Cor. 10:12).
Não devemos alimentar rancor ou ódio pela pessoa que nos hostiliza. Pelo contrário, devemos amá-la, e fazer o bem a esta pessoa, tanto quanto possível seguindo os ensinamentos do nosso Senhor Jesus Cristo: "Amai vossos inimigos, fazei o bem aos que vos odeiam" (Mat. 5:44). Assim sendo, se nós nos esforçarmos, na dimensão de nossas forças, em cumprir tudo isso, poderemos ter a esperança de que a luz Divina começará a brilhar em nossos corações, iluminando nosso caminho para a dimensão celeste.
Por que criticamos nosso próximo? Criticamos porque não nos empenhamos em conhecer a nós mesmos. Aquele que está ocupado em conhecer a si próprio, não tem tempo para perceber as falhas dos outros. Julgue a si próprio e com isto você deixará de criticar os outros. Julgue a má ação, mas não julgue quem a estiver fazendo. Devemos considerar a nós mesmos os maiores pecadores e perdoar qualquer má ação dos outros;  Pode acontecer de alguém estar fazendo o que para nós parece mal, mas que por causa de suas boas intenções, é na realidade uma boa ação. Além disso a porta do arrependimento está aberta para todos, e não se sabe quem irá passar por ela primeiro - você, o juiz, ou aquele que foi julgado por você.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela participação. Deus lhe abençoe.