RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

segunda-feira

ALGUNS DE NOSSOS PRECEITOS NA SAGRADA UMBANDA

PRECEITOS DA SAGRADA UMBANDA



•    A Sagrada Umbanda não recorre aos sacrifícios de animais para assentamento de Orixás ou em qualquer outra forma.

Existem  fundamentos dessa prática no Candomblé e Umbandomblé, Umbanda Cruzada e outras variações com influências de Ritos advindos das Culturas de nossos amados Irmãos Africanos quando aqui se estabeleceram.  Respeitamos  toda  diversidade religiosa e preceitos alheios, como também somos respeitados.

•    Na Sagrada Umbanda nossas oferendas às divindades, entidades são flores, frutos, alimentos, doces, bebidas, fumo,  água, água com açúcar, guaraná,  óleos vegetais e velas.  Nossas oferendas não contêm elementos que poluam a Mãe Natureza, nada de vidros, plásticos, isopor. Mesmo nas oferendas de Praia tomamos todo cuidado de não levar ao mar ou praia, nada que seja poluente e nem perigoso como flores com espinhos, barquinhos de isopor, garrafas, etc.

•    As roupas são brancas em geral, Saia longa com bermuda de tecido leve por baixo para as Mulheres e Camisa e Calça branca para os Homens. Já o uso de roupas de outra cor, em evento festivo,  fica reservado para os Sacerdotes. Quando autorizado pelo Mentor da Casa nos Trabalhos com vibrações do Povo Cigano, poderão ser utilizadas roupas coloridas.  Em Gira de Guardiões, somente quando ordenado pelo Guardião Chefe da Casa, o Sacerdote poderá usar roupa totalmente escura (negro),  pois certamente toda energia negativa vai ser absorvida pela Entidade Chefe, poupando os demais médiuns.


•    Já as Mulheres poderão usar vestidos nas cores de preferência de sua Entidade Feminina Chefe, nos dias específicos de trabalhos de Guardiãs.


•    Toda Médium (Mulher) poderá receber seus Guardiões como suas Guardiãs, já os Médiuns (Homens) na Sagrada Umbanda, só dão passividade para irradiação de Guardiãs, caso se faça necessário pela falta de Médium Mulher, de Irradiação,  devidamente desenvolvida e com as prerrogativas necessárias para trabalho.  Cabe ao Médium controlar qualquer força irradiante como também controlar toda irradiação desconhecida e não autorizada pela Entidade Chefe presente no momento.

•    Todos os médiuns de nossa Corrente Mediúnica recebem e têm acesso a todas as informações dos rituais e preceitos da Sagrada Umbanda.

•    Os  Assistidos recebem orientações quanto a postura e conduta em nossas dependências, bem como devem procurar a Entidade Chefe da Linha atuante, ou o Sacerdote para tirar quaisquer dúvidas. Ninguém está autorizado a suspender medicações de consulentes, nem desencorajar a procura de cuidados médicos pelos Assistidos. Não prescrevemos nenhum tipo de medicações. Não interferimos no Livre Arbítrio de ninguém, pois nossa Missão é doação de Energias por parte dos Médiuns e de seus Guias e Guardiões para com os necessitados.

•    Não utilizamos nenhum tipo de Oráculo, não nos prestamos a adivinhações e previsões.


•    O Batismo,  Confirmação de Batismo, Casamento e Ritual Fúnebre, fazem parte de nossos preceitos na Sagrada Umbanda.

  As imagens são pontos de focalização baseados no conceito de egrégora, ponto focal seria um concentrador de energia, é uma herança católica, que veio para a Umbanda no confuso sincretismo, devido a cada canto deste país, relacionar um Orixá (Vibração Divina) com um determinado Santo Católico Regional. Outra característica marcante é o nosso Congá ou Gongá, como queiram, pois além de ser um Condensador de Energias, portal transmutador de Energias, através das Imagens Católicas e Africanas, apresentamos o que é o Sincretismo, servindo de forma didática esclarecedora facilitando a assimilação por parte dos leigos, novos assistidos e novos médiuns.

Em nossa Casa de Força – “Tronqueira”, não admitimos imagens com aspecto errôneo de nossos Amados Guardiões, pois as Imagens vendidas com formas até animalescas não retratam a verdadeira forma perispiritual desses valorosos Guardas do Astral, da Natureza, de Nós encarnados, dos desencarnados que ainda habitam nossa  dimensão, bem como guardam o nosso Planeta.

•    Somente vibramos Amor seja qual for a situação.  Jugos, Correções, caberão sempre ao Alto, através da Justiça Divina e Lei Suprema de Deus.



“FUNDAMENTOS DO CONGÁ SAGRADO PAI SERAFIM DO CONGO, CACIQUE PENA BRANCA E OGUM DE RONDA, PRATICADOS PELOS PARTICIPANTES DE NOSSA CORRENTE MEDIÚNICA E CONTIDOS EM NOSSO ESTATUTO”

1. Nossa Umbanda crê num Ser Supremo, o Deus único criador de todas as religiões monoteístas. Os Orixás  são emanações da Divindade, como todos os seres criados.

2. O propósito maior dos seres criados é a Evolução, o progresso rumo à Luz Divina. Isso se dá através das vidas sucessivas – a Lei da Reencaranção, o caminho do aperfeiçoamento.

3. Existe uma Lei de Justiça Universal, que determina a cada um colher o fruto de suas ações, que é conhecida como Lei do Carma. As determinações da Lei Maior de Deus são soberanas.

4. A Umbanda se rege pela Lei da Fraternidade Universal: todos os seres são irmãos por terem a mesma origem, e a cada um devemos fazer o que gostaríamos que a nós fosse feito.

5. A Umbanda possui uma identidade própria, com diferentes formas de ritos de casa para casa, nós do Congá Sagrado Pai Serafim do Congo, Cacique Pena Branca e Ogum de Ronda, respeitamos isso. A Umbanda não se confunde com outras religiões ou cultos, embora a todos respeite fraternalmente, partilhando alguns princípios com muitos deles.

6. A Umbanda está a serviço da Lei Divina, e só visa ao Bem. Qualquer Ação que não respeite o Livre-arbítrio das criaturas, que implique em malefício ou prejuízo de alguém, ou se utilize de magia negativa, NÃO É UMBANDA. Certamente essas ações serão punidas pela Lei Maior.

7. A Umbanda não realiza em qualquer hipótese o sacrifício ritualístico de animais, nem utiliza quaisquer elementos destes em ritos, oferendas ou trabalhos.

8. A Umbanda não preconiza a colocação de despachos ou oferendas em esquinas urbanas, e sua reverência às Forças da Natureza implica em preservação e respeito a todos os ambientes naturais da Terra.
Em todas oferendas dos Filhos da Corrente Mediúnica do “Conga Sagrado Pai Serafim do Congo, Cacique Pena Branca e Ogum de Ronda”, existe o cuidado para não poluir o meio ambiente e nossa Sagrada Natureza. Numa oferenda utilizando velas, permanecemos próximos até finalizar a queima das mesmas, para evitar qualquer ocorrência de incêndio. Numa entrega em mar, rio, cachoeiras, matas nunca utilizamos vidros, como garrafas e espelhos, na natureza não lançamos isopor, plásticos, flores com espinhos, metais, produtos químicos. Numa oferenda de bebidas utilizamos coités de cocos ou de outras frutas, ou madeira. Por vezes lançamos ao solo as bebidas, pois as entidades absorvem os fluídos contidos nelas, não as bebem como muitos imaginam ou acreditam. Quanto a flores, frutas e outros alimentos, usamos alguidares de barro ou folhas, para acomodá-las. Não deixamos vasilhames, lixo. Respeitamos toda propriedade particular e leis vigentes no país.


 

9. Respeitamos todos as diversidades, exercidas com padrões éticos e morais.



10.TODO O SERVIÇO DA UMBANDA É DE CARIDADE, jamais cobraremos ou aceitaremos retribuições de quaisquer espécies por atendimentos, consultas ou trabalhos.
SEGUIMOS A DETERMINAÇÃO DE JESUS CRISTO : “DAI DE GRAÇA O QUE DE GRAÇA RECEBESTE”
“UMBANDA É AMOR E CARIDADE, SE HOUVESSE AQUI COBRANÇAS NÃO SERÍAMOS CARIDOSOS E CONSEQUENTEMENTE NÃO SERÍAMOS VERDADEIROS UMBANDISTAS”


11. Durante os trabalhos religiosos, todos os médiuns da corrente mediúnica de nossa Instituição Religiosa, deverão atentar para posturas, mantendo-se em pé se possível, não enconstando nas paredes, não se despojando ao solo já que existem cadeiras para aqueles que tenham dificuldades físicas de manter-se de pé.



12. Durante nossas atividades de trabalho mediúnico não permitiremos a permanência de menores de 18 anos, salvo acompanhados pelos pais ou responsáveis legais.



13. Os participantes da corrente de médiuns e colaboradores de nossa Instituição Religiosa, deverão cumprir as determinações das Entidades Espirituais que estejam Comandando os Trabalhos, bem como as determinações do Sacerdote Responsável pelo Ritual, desde que estas sejam determinações dentro dos nossos princípios religiosos, trabalhos voluntários  para o bom desenvolvimento dos trabalhos, como arrumação e limpeza do local do rito, atendimento às Entidades na função de Camboneamento.
FUNDAMENTOS CONTIDO EM NOSSO ESTATUTO, CONGÁ SAGRADO PAI SERAFIM DO CONGO, CACIQUE PENA BRANCA e OGUM DE RONDA 


Sacerdote Isaias Pintto Hernanndes - Sagrada Umbanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela participação. Deus lhe abençoe.