RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

quinta-feira

DEZ MANEIRAS FÁCEIS DE ESTRAGAR UM FILHO


É certo de que todos os pais amam muito seus filhos, porém muitas vezes temos de saber como demonstrar esse amor. Todas as crianças possuem necessidades a serem supridas, contudo devemos saber diferenciar desejos de necessidades, ou seja, nós como pais devemos dar ás crianças o que elas necessitam e não o que desejam. Muitas vezes o que elas desejam não é o que realmente necessitam, para que realmente amadureçam e possuam disciplina e valores satisfazer suas necessidades é importante. Muitas vezes elas precisam de um Não, uma conversa, pois tudo na vida precisa de limites e regras.

Portanto vai uma dica de certas atitudes totalmente PROIBIDAS na educação de seu filho:

1.  Comece na infância a dar para seu filho tudo o que ele quiser, assim quando crescer, ele acreditará que o mundo tem obrigação de dar tudo o que deseja, e quando isto não acontecer, usará da violência para conseguir; dos brinquedos, doces, passeios aos bens maiores como carros e motos;

2. Quando seu filho disser nomes feios, ache graça. Isto o fará considerar-se interessante e o estimulará a continuar;


3. Nunca lhe dê orientação religiosa porque a religião poderá inibir sua espontaneidade. Espere até ele chegar aos 21 anos e decidir por si mesmo;

4. Apanhe tudo o que ele deixar jogado: livros, sapatos, roupas. Faça tudo para que ele aprenda a jogar sobre os outros toda a responsabilidade e nunca se importar com a ordem;

5. Discuta com seu cônjuge com frequência na presença dele, assim, ele não ficará chocado quando o lar se desfizer mais tarde;

6. Dê-lhe o dinheiro que quiser. Nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro. Por que terá ele que passar pelas mesmas dificuldades que você passou?

7. Satisfaça todos os desejos de comida, bebida, gostos, carros e viagens e conforto. Negar pode acarretar frustrações prejudiciais que afetarão sua personalidade;

8. Tome partido dele contra vizinhos, professores, e policiais. Deixe patente que todos têm má vontade para com seu filho e que ele não é tão mau como dizem;

9. Quando ele se meter em alguma encrenca séria, dê esta desculpa: nunca consegui dominá-lo;

10. Como o mundo é cão, ensine seu filho a ser esperto, tirar proveito de todas as situações e não ficar por baixo. Faça-o pautar sua vida pela lei do Gerson: levar vantagem em tudo.

Parabéns! Você conseguiu formar um marginal. Prepare-se para uma vida de desgostos.

No final, seu filho poderá levá-lo ao hospital, ao hospício ou ao cemitério .   
Fonte: Net








E também temos este texto sobre os 10 passos para estragar um Filho:


Bons pais sempre se esforçam em agradar suas crianças, pois a ausência deve ser compensada com muitos brinquedos, mimos e guloseimas. Eles são os reizinhos do lar e temos que agradá-los e satisfazer todas as suas vontades. Afinal, eles são os mais bonitos, espertos e inteligentes filhos que um casal pode ter.
Seguindo os passos abaixo, você criará adultos dependentes, mimados, que esperam que o mundo satisfaça todos os seus desejos ao menor comando deles. E se não conseguem, se deprimem, tornam-se rebeldes, usuário de drogas ou de autogratificação.

1. Fique ausente por todo o dia e traga trabalho para casa
Quando seu filho quiser sua atenção, ou mostrar algo, finja ouvir e faça hum hum. Assim ele pensa que você respondeu e lhe deixa em paz para trabalhar ou navegar em redes sociais.

2. Não façam refeições em família
É um hábito ultrapassado onde os pais têm que presenciar os filhos brigando, ou o cônjuge reclamando. Caso seja forçado a fazê-lo aproveite este tempo para enviar sms ou navegar nas redes sociais pelo celular.

3. Não lhes ensine princípios religiosos ou morais
Não dê conselhos também, para isso você teria que despender tempo em aprender primeiro, ou quem sabe até frequentar uma igreja. Além de tudo ter que ser exemplo de honestidade e caráter moral é cansativo, exige autovigilância constante e traz dificuldades, discussões, desperdício de tempo em longas reuniões familiares. Orar com elas antes de dormir ou contar histórias toma um tempo precioso que você poderia usar para adiantar alguns memorandos ou relatórios para o dia seguinte.

4. Recompense-os
Vamos concordar, vocês pais têm trabalhado demais e dado pouca atenção aos filhos. Fácil resolver. A culpa nesses casos ajuda muito. Vocês devem enchê-los de presentes. Quanto mais caros melhor. Dê-lhes tudo o que pedirem. Nunca digam "não". Afinal os pobrezinhos já sofrem com o tempo que vocês têm que trabalhar por eles, não é?

5. Trate-os como propriedades
Esse vale mais para as mães. Afinal, quem é a rainha do lar? O pai é só um coadjuvante, que traz o alimento para casa, ele não entende de criar crianças. Foi a mãe quem os pôs no mundo e o pai não precisa fazer parte da educação dos filhos. Aliás, quanto mais distante ele estiver das crianças, melhor. Se a mãe ainda falar dele de maneira a diminuí-lo aos olhos dos filhos, mais estrago causará aos pequenos.

6. Não os repreendam
Deixe-os ter liberdade de expressão e falar tudo o que quiserem, inclusive palavrões. Ache graça disso. Ria e eles rirão também e repetirão o palavrão várias vezes, inclusive na frente de outras pessoas. Expressar a raiva também deve ser direito das crianças. Gritar, fazer birra, brigar e bater em outras crianças ou mesmo nos pais é apenas uma maneira inofensiva de extravasar a raiva. Autocontrole é um conceito burguês e que fere a liberdade individual.

7. Nunca os responsabilize por nada
Crianças são crianças, dar-lhes responsabilidades ou limites é tirar parte de sua infância. Elas não têm que ter tarefas em casa, isso é coisa de adultos. Deixe para a babá recolher os brinquedos ou roupas que elas deixam espalhados. Afinal é para isso que ela é paga. Quando vão mal na escola, não estudam ou brigam com os colegas, a culpa é dos professores. Vá até a escola e brigue com todos. Afinal seu "bebê" é a criança mais doce e inteligente do mundo. Se estragarem os tênis, o uniforme, a roupa de marca ou sumirem com o celular, reponham imediatamente. Seus filhos não devem parecer ter menos condições financeiras que os colegas.

8. Briguem na presença deles
Afinal, após tantos mimos, eles têm que entender que a vida é cruel e que os pais brigam. Exponham os defeitos um do outro. Quando o marido der uma ordem ou limite, a esposa pode intervir se achar que tal ordem não deve ser dada e dizer isso ao pai com o dedo em riste, para que os filhos entendam que têm uma defensora. Da mesma forma o pai deve desautorizar a mãe. Isso vai ajudar muito a estragá-los, além de deixá-los confusos sobre o que ou a quem obedecer.

9. Proteja-os do mundo e das pessoas más
O mundo é perigoso e eles são apenas seus bebês. Mesmo que já estejam na adolescência. Não confie neles para saírem sozinhos, encham-lhes de medo e apreensão. Assim eles ficam em casa e vocês pais não precisam se preocupar com sua segurança. Não os deixem voar sozinhos, ter experiências próprias e nem sair de casa, mesmo que já tenham 40 anos.

10. Evite o contato físico
Principalmente o pai. Abraçar e beijar seus filhos, dizer que os ama, deixe para a mãe. Afinal os filhos podem se aproveitar para manipulá-lo. Isso pode denotar fraqueza, é coisa de maricas. Esconda seus defeitos e seja invulnerável, o superpai que nunca falha.

Seguindo esses 10 passos, com certeza os pais criarão filhos estragados, despreparados para a vida e infelizes. Estragar crianças é muito fácil. Difícil é amá-las, dar exemplo, limites, responsabilidades, direção, ensinar o valor das coisas e os valores da vida, repreender quando necessário e elogiá-las na medida certa.


"O que se faz agora com as crianças é o que elas farão depois com a sociedade." - Karl Mannheim





Fotos meramente ilustrativas de choro, net.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela participação. Deus lhe abençoe.