RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

terça-feira

MAIS UM ESTUDO SOBRE OS ODUS


ODUS
Odus são presságios, destinos, predestinação. Os Odus são inteligências siderais que participaram da criação do universo; cada pessoa traz um odu de origem e cada orixá é governado por um ou mais odus. Cada Odu possui um nome e características próprias e divide-se em “caminhos” denominados “ese” onde está atado a um sem-número de mitos conhecidos como Itàn Ifá. Os Odus são os principais responsáveis pelos destinos dos homens e do mundo que os cerca. 

Os Orixás não mudam o destino da vida e sim executam suas funções dentro da natureza liberando energia para que todos possam dela se alimentar, o Odu é o caminho, a existência do destino o qual o Orixá e todos os seres estão inseridos. 

Cada pessoa pode ir de encontro ou seguir um caminho alheio ao destino estabelecido, isso nós dizemos que a mesma está com o Odu negativo, ou seja: seu destino sua conduta foge as regras siderais (seguiu um caminho negativo dentro do estabelecido). Nós quando nascemos, somos regidos por um Odu de Ori (cabeça), que representa nosso “eu” assim como Odu de destino, etc. 



O destino das pessoas e tudo o que existe podem ser desvendados por meio da consulta a Ifá, o oráculo, que se manifesta pelo jogo. Ifá tem seu culto específico e o mais alto cargo do culto de Ifá é o de Oluwô, título concebido a alguns Babalaôs. 

Ifá é o Orixá da adivinhação e para tudo e deve ser consultado. Existem alguns tipos de jogo: o de Opelé Ifá, o rosário de Ifá, o jogo de búzios, etc. 

No jogo de búzios (Erindilogun) quem fala é Èşù. São dezesseis búzios que podem ser jogados também pelos Babalorixás e Ialorixás. 

A consulta a Ifá é uma atividade exclusivamente masculina, mas as mulheres passaram a poder pegar nos búzios porque Oxum fez um trato com Èşù, conseguindo dele permissão para jogar. O jogo de Opelé Ifá baseia-se num sistema matemático, em que se estabelece 256 combinações resultantes dos 16 odus usados no jogo de búzios multiplicado por 16. Nada se faz sem que antes se consulte o oráculo, quanto mais séria a questão a ser resolvida, maior a responsabilidade da pessoa que faz o jogo.




Para conhecer os seus Odús, tome como ponto de partida a data do seu nascimento. Trace num papel quatro linhas horizontais, cortadas no centro por uma linha vertical. Essa linha vertical vai separar os algarismos em duas colunas: uma à esquerda e outra à direita. Escreva na primeira linha horizontal, usando as duas colunas, o número do dia em que você nasceu.

Se esse número for menor que 10, coloque um zero (0) na coluna da esquerda. Na segunda linha, escreva o número do mês (de 01 a 12). Se esse número for menor que 10, coloque um zero na coluna da esquerda. Na terceira linha, sempre usando ambas as colunas escreva os dois primeiros algarismos do ano em que você nasceu (19). Na quarta linha, usando as duas colunas, escreva os dois últimos algarismos do ano em que você nasceu. Some separadamente os algarismos de cada coluna. E sempre que o resultado ultrapassar 16, o número de Odús básico, reduza-o somando os algarismos.






Veja o exemplo abaixo, de uma pessoa nascida em 10 de Janeiro de 1965:

1a linha
1
0
Dia
2a linha
0
1
Mês
3a linha
1
9
Século
4a linha
6
5
Ano
Soma
8
15



Como 15 é o total da segunda coluna fica 15 mesmo,  se fosse 17,18,19.... o total da segunda coluna, seria maior de 16 (numero de total de Odús) então somaríamos as casas ou seja se fosse 17 ( 1+7= 8 ) se 18 ( 1+ 8 = 9 ), se 19 ( 1+9= 10 ) Portanto no exemplo, o resultado da coluna da esquerda é 15 e o resultado da coluna da direita é 8.





A seguir desenhe uma cruz e escreva nas pontas dos braços da cruz as palavras Testa, Fronte Direita, Nuca e Fronte Esquerda, conforme o modelo:











Escreva o número correspondente à soma da coluna da direita (15, no exemplo) no ponto referente à TESTA, e o número correspondente à soma da coluna da esquerda (8, no exemplo) no ponto referente à NUCA.


Para encontrar o número correspondente à FRONTE DIREITA, some os dois números já obtidos (8 e 15). O resultado obtido é 23, que reduzido, devido ser um número mairo que 16 ( devido número máximo de 16 Odus ), somamos ( 2 + 3 = 5 ) ou seja a Fronte Direita é  5


Para encontrar o número correspondente à FRONTE ESQUERDA, some os três números já obtidos: 15+8+5 = 28. Como o resultado (28) é superior a 16, que é o número total  de Odus básicos, somamos então ( 2 + 8 = 10 ). Fronte Esquerda 10







Para encontrar o número correspondente ao CENTRO DA CABEÇA, some os quatro números já obtidos 15+8+5+10 = 38 , que novamente ultrapassou de 16 o número máximo de Odus Básicos que é 16, então  somamos ( 3 + 8 = 11 ) .  Achamos o número 11 para o Centro da Cabeça

Escreva o resultado no meio da cruz:






PERCEBA:

A TESTA NOS DÁ O ODÚ  DA VIDA MATERIAL :
NO EXEMPLO ODÚ 15  = OGBÉ-OGUNDÁ


15. OGBÉ-OGUNDÁ Regido por Lògún Ode, Yewá e Oba. Você uma pessoa rebelde e cheia de vontades, que muitas vezes não resiste a defender seu ponto de vista mesmo depois que percebe que está errado. Por isso, deve tomar cuidado para não se deixar dominar pelo nervosismo. Pessoas ricas de bons sentimentos e muito seletivos na escolha de relacionamentos. Têm personalidade dúbia, nunca se firmando no que querem realmente. Sei lado negativo traz a briga, problemas de saúde relacionado as pernas, disputas e negócios com pouca chance de vitória.

Sentença: A mesma força que movimenta é a que paralisa.





15. OGBEOGUNDÁ MEJI – O discermínio total
Regente: Obá/Ewá

Este Odu traz muito sofrimento, perdas, inveja, intriga entre parentes e amigos que entra e sai na sua casa. Está sempre sendo estagnado por alguém, intrigas, provocações por má influência. Muita felicidade, perigo de acidentes. São pessoas que brigam muito em casa e no trabalho, quase sempre sem motivo, depois se arrependem. Podem ser muito felizes no amor, tem que lutar muito para conquistar a pessoa amada, pois vai encontrar sempre concorrentes em seu caminho.

Guerra, conflitos, pessoas com problemas nas pernas, disputa por mulheres ou homens, realização de negócios com poucas chances de vitória, progresso incerto.

Traz riqueza, prosperidade, quando em outra fase de transição para seus nativos, gostam de jogos e tem muito gosto para selecionar e escolherem tipos de relacionamentos.




Pessoas com personalidades duvidosas, nunca se afirmam no que realmente querem e desejam; é necessário a ajuda dos outros Odus para ajudar em processos difíceis.
Devem o zelador ou zeladora analisar bem para conseguir acertar essas cabeças, pois são complicadas. Apresentam também mudanças repentinas.

Esse Odu representa guerra e paga a justiça com retidão. Desvio, perdas, amores com perturbações. Guerra de homem ou mulher por sua causa.

As pessoas sob influência desse Odu são favorecidas em negócio de pouco lucro. Poucas possibilidades de sucesso, apesar disso podem vencer obstáculos e realizar seus projetos.

Esse Odu sempre precisa da força dos outros Odus para seu maior progresso.
São geralmente cabeças difíceis e dão muito trabalho aos seus orientadores espirituais.




Devem ser passados nove banhos de água de canjica a esse consulente.

Pessoas com esse ODU são valorosas, combativas e imparciais, mas costumam sofrer desilusões amorosas, o que acentua sua agressividade e seu sentimento de rejeição. Têm saúde frágil: estão sujeitas a problemas nos olhos, ouvidos e pernas e a distúrbios do sistema neurovegetativo.


JÁ O CÁLCULO DO CENTRO DA CABEÇA, NOS DÁ O ODÚ QUE REFLETE AO CAMINHO ESPIRITUAL.   
NO EXEMPLO:   
ODÚ  11 =  OWANRIN




11. OWANRIN Odu regido por Omolu, Oyá e Èsú. A pressa e a coragem são suas características. Tenso e agitado, você nunca fica muito tempo no mesmo lugar, a não ser que se sinta obrigado. Pode não obter grande sucesso material, mas a vida sempre lhe reserva muitas alegrias. Seu lado negativo traz perturbações, dúvidas, infelicidades, atrai pessoas de má influência, tendência para a mendicância e para os vícios, participação em casos baixos com envolvimento de polícia e casos de justiça além de falta de sentimento para questões na vida.

Sentença: Pegar água num cesto é trabalhar inutilmente.





11. OWARYN-MEJI – A ansiedade 

Regente: Iansã / Exú / Ogum
Este Odu traz muito sucesso nos negócios, satisfação com aquilo que se deseja ter, lucros e sociedade, mas pode trazer muita demanda, acidentes, ingratidão, doenças passageiras, fracasso no amor, dificuldade de ter o que deseja, tudo o que quer é por meio de esforço, porém se estiver positivo, traz muita prosperidade, paz, harmonia com toda a família e amigos. Poderá ter uma relação amorosa muito forte e duradoura. Tendência a fazer uma boa e grande viagem.
São pessoas com má influências perturbadas, com dúvidas, felicidade oculta e difícil. Se for homem é volúvel e sem fé e luta com muitas dificuldades para a realização de qualquer objetivo.
Sofrem por calúnia, perda de bens e outros valores sentimentais, doenças passageiras. Egum em cima, muito carrego e só vencem obstáculos com muita luta e após sofrer com grandes sacrifícios.





Tendência para mendicância e para os vícios da bebida e das drogas, ou ainda envolvimentos com pessoas e casos obscuros, levando a envolvimentos com a polícia. Não se sensibiliza com o que vier acontecer.

Para levantar seus nativos, o zelador ou zeladora deve ter muito conhecimento e paciência. São pessoas boas, porém volúveis; lutam com dificuldade para um grande projeto e tem que agir com calma, caso contrário perderão tudo.

Vencerão os obstáculos com a razão; porém quando este Odu está positivo, ele oferece vitória sobre todas as lutas e obstáculos. 

As pessoas que tem este Odu na cabala deverão lhe dar um presente a ele todo dia 11 de cada mês para ficar em paz e tranqüilidade.






O Odu Owarin é um Odu extremamente ligado à sexualidade, aliás, existem dois grandes odus que regem a sexualidade: O Okaran e o Owarin, particularmente o Owarin no sentido de sedução, da parte de relacionamento, de amor, de sexo, etc., tanto que existem famosos rituais de atração. 

Quando um homem quer sair e atrair muitas mulheres à noite, existem banhos, pós e feitiços classificados em Owarin que ele pode utilizar para essa finalidade. 

O comportamento de Ogum em Owarin é como o próprio Orixá Ogum que é de grande virilidade, de grande força, seja ela energética dos caminhos, seja ela até mesmo ligada a sexualidade.

Ogum nesse caminho é o Ogum namorador, quando ele pega Oxum, quando ele pega Oiá, quando ele pega as Iabás, etc.






O comportamento de Ogum como um sedutor, um cara que conquista muitas mulheres e faz da conquista das mulheres uma guerra onde ele adquire essas vitórias na conquista, ele faz da mulher um prêmio, então tem uma relação muito grande envolvendo a parte da sexualidade e a parte das relações.

Agora no dia a dia, os filhos de Ogum ligado a esse Odu, são pessoas com temperamento bem quente, mas também com uma sensibilidade emocional muito grande. São pessoas que apesar de terem um temperamento um pouco  quente, possui também uma sensibilidade, uma espiritualidade bastante sensível e nessa combinação está a chave de grandes poderes associados à força e a sensibilidade.

Este odu tem a filosofia de que quem tem que morrer não adoece, morre logo. Quando ele aparece e diz que a pessoa vai morrer não espere doença, pois ela morrerá logo, sem adoecer.






Pessoas com esse ODU têm imaginação fértil, boa saúde e vida longa, mas as más influências e a falta de fé as levam a enfrentar dificuldades materiais e a só alcançar o sucesso depois de grandes sacrifícios. São muito volúveis no amor. As mulheres geralmente fracassam no primeiro casamento, mas acabam encontrando a felicidade. Devem evitar a bebida e outros vícios. Seus pontos vulneráveis são a garganta, o sistema reprodutor e o aparelho digestivo.
Em certo dia, uma mulher muito fiel aos orixás fora numa fonte lavar roupa levando consigo sua criancinha. Lá havia outra mulher invejosa que, vendo que ela estava distraída com a sua ocupação, tentou lançar a criancinha da outra numa bacia d’água. Mas outra mulher ainda, ouvindo o chorinho da criança, correu para ali e a tirou de dentro d”água, salvando-a do perigo, antes mesmo de sua mãe se der conta. Do horror que acontecia.
Assim se vê o ponto onde uma pessoa má pode chegar… E também o quanto podemos contar com a ajuda e proteção através de oferendas específicas.




 


OUTROS ESTUDOS INFORMAM CONNHECER O "ODU  REGENTE"  (NÃO CONFUNDIR COM ORIXÁ REGENTE), USANDO UM CÁCULO SIMPLES.  VOU REPETIR.....  ODU REGENTE, TÁ!

SOMANDO  CADA NÚMERO DA DATA DO NASCIMENTO DA PESSOA. 

EXEMPLIFICANDO:

UMA PESSOA NASCIDA   10.01.1965

SOMAMOS CADA NÚMEROS 

1 + 0 + 0 + 1 + 1 + 9 + 6 + 5   =   23  ( COMO 23 É UM NÚMERO MAIOR QUE 16 QUE É O NÚMERO MÁXIMO DE ODUS BÁSICOS, DEVEMOS ENTÃO SOMALOS  ( 2 + 3 = 5 )  OU SEJA  ODU REGENTE =  5  OSÉ MEJI 





5. OSÉ MEJI Odu regido por Òsún. Sensível e sempre atento, você é uma pessoa sempre disposta a proporcionar alegria aos outros. 

Mas há momentos nos quais você precisa de isolamento para poder refletir, pois preza muito sua liberdade e, sobretudo, seu crescimento. 

Pessoas vaidosas e que se interessam muito pelo ocultismo além de grande força espiritual. 

Desenvolvendo a espiritualidade tornam-se grandes feiticeiros. 

Normalmente ocupam cargos importantes dentro do culto de òrìsà. Seu lado negativo implica a falsidade, promessa de pessoas influentes com desfecho infeliz, ambição, fracassos amorosos e a ilusão de viver situações fantasiosas.

Sentença: É sangue o que corre em nossas veias.









5. OXÊ-MEJI – a fama

Regente: Oxum / Yemanjá / Omulu
O Odu Oxê, fala na 5a. casa do Oráculo de ifá, ou seja, 05 búzios fechados e 11 búzios abertos. Os búzios fechados falam de Odu, os búzios abertos falam de Orixá. Este Odu foi gerado com cinco espelhos, um grande pano amarelo e uma bandeira branca na beira de um rio. Ali foi concebido sem pecado original da própria natureza. Desta concepção, nasceu a Oxum Igimum que é a Oxum mais velha de todas as Oxuns e dali se deu o grande encanto a todos os caminhos de Odu, porque Oxê é a própria feitiçaria.
Quando este odu cai três vezes (se joga sete), no segmento de três, ele está trazendo morte, feitiçaria, necessidade, luta, extremamente negativo, problemas sérios com eguns ou com as Iyámis.

O Odu Oxê, é o Odu da fertilidade, da paz, do amor, da prosperidade para os seus filhos. São pessoas quase sempre calmas, choram muito, e que se preocupam mais com a dor dos outros do que com a sua própria, depois é que vem a traição, o desprezo. 





A pessoa ajuda, ajuda, ajuda, depois vem aquela malvadeza em cima, não reconhecem nada. 

Cuidado. Pense em si. 

Cuidado com ilusões amorosas, vinganças e problemas de barriga, no baixo ventre também.

Se souberem se tratar espiritualmente, conseguirão tudo o que querem e almejam. 

São pessoas vaidosas e que gostam do grande mistério do ocultismo, normalmente tem o poder da feitiçaria, da palavra, tem o poder de se comunicar com as pessoas.

São pessoas que geralmente tem grandes lucros, tem cargo de santo e são também pessoas muito vingativas, às vezes não costumam se dar muito bem na vida amorosa, são pessoas que gostam de liberdade e sonham demais e viajam na maionese, estão sempre sonhando com coisas que às vezes nunca irão acontecer.

Uma das principais características do Odu Oxê é a capacidade de transformação que este odu traz.






Quando ele está positivo, ele pode transformar qualquer situação ruim ou negativa, em algo bom. 

É um Odu famoso por resolver questões de transformação na vida material, assim também na área do amor, pois é um Odu muito positivo, são excelentes amantes, ótimos cozinheiros e amam a limpeza, assim também, quando este odu está no aspecto negativo ele traz  muita degeneração, ele transforma  as coisas para o lado ruim e as pessoas vão perdendo, perdendo, perdendo cada vez mais, até ficar numa situação muito difícil, costumam ter problemas profundos ligados ao abdômen, não são muito sinceros e são dissimulados, então é um Odu de grandes extremos.

Quando ele está muito bom, ele realmente transforma, ele vira para melhor a vida da pessoa, porém quando negativo ele tem esse efeito contrário.

É um Odu grandemente ligado ao Orixá cabeça, ao plano mental, e as pessoas desse odu normalmente são pessoas calientes com grande sensibilidade até mesmo para a área da arte, também possuem grande inteligência. 





As pessoas deste Odu devem procurar conhecer e tratar muito bem da ancestralidade, de antepassados, de egungum, Iyámi, e é justamente através dessas forças que ele pode transformar para melhor ou para pior a vida ou a situação de alguém.
 
Os nativos desse Odu são pessoas carismáticas, de exótica beleza, irresistível. 

São líderes natos. Adoram tudo que é ligado a beleza e normalmente são limpos e caprichosos em tudo o que fazem. 

Amam profundamente, mas vivem em lutas amorosas e financeiras. Não sabem agir e perdem grandes oportunidades. Seus inimigos ocultos impedem que seus esforços sejam bem recompensados, contudo espera sempre vencer. Normalmente (tratando de santo) são vencedoras. 

Se por qualquer motivo são contrariados, em primeiro lugar vem o choro e depois, aguardam uma boa vingança. Não esquecem o que fazem com eles, por isso não “dormem” com nenhum tipo de prejuízo. Adoram a família, principalmente os filhos. Estão sempre prontos a colaborar. 





Roupas demasiadamente coloridas (principalmente mistura de três cores) não devem ser usadas por seus nativos, assim como não podem comer galinha d’angola, galo e deve ter muito cuidado ao dirigir veículos motorizados. 
Pessoas com esse ODU têm mão de magia, força e proteção espirituais, religiosidade e uma inclinação especial para o misticismo e as ciências ocultas. 
São ótimos professores e se destacam em qualquer atividade que exija liderança, mas precisam aprender a controlar sua vaidade e seu egocentrismo. 
Outro aspecto negativo é a tendência a se vingar quando estão com raiva. Seus pontos vulneráveis são o aparelho digestivo e o sistema hormonal.









CURIOSIDADES - MITOLOGIA:   Conta-se que um filho de Orixalá que se chamava dinheiro, que se dizia ser tão poderoso que poderia dominar até mesmo a morte.

Este, fez uma oferenda indicada pelo babalaô e saiu maquinando como poderia trazer preza a morte, conforme prometera diante de todos. Deitou-se na encruzilhada e as pessoas que passavam na estrada deparavam com um homem espichado no meio do caminho. 

Diziam uns:
-xi ! Está este homem esticado com a cabeça para a casa da morte, e os pés para a banda da moléstia e os lados do corpo para o lugar da desavença.

Ouvindo tais palavras dos transeuntes, levantou-se o homem e disse, então, com ironia:

-já sei tudo o que era preciso conhecer. Estou com os meus planos já feitos.

E lá de foi ele direto para a fazenda da morte. 
Chegando no local, começou a bater os tambores fúnebres de que a dona da casa(sra. Morte) fazia uso quando queria matar as pessoas indicadas para morrer. 






Ela tinha uma rede preparada e, quando a morte aproximou-se, apressada , afim de saber quem estava tocando os seus tambores, o homem envolveu-se na rede e levou logo ao maioral orixalá.

Dizendo-lhe estas palavras:
Aqui está a morte que eu lhe prometi trazer em pessoa à vossa presença.

Orixalá, então lhe disse essas palavras:

-vai-te embora com a morte e tudo de melhor e de pior que possa haver no mundo, pois tu és o causador de tudo o que há de bem e de mal. Some-te daqui e a leva embora e, então, poderás possuir tudo e conquistar o universo inteiro.







IMPORTANTE

1] Relembramos que os Odús mais importantes para a orientação da pessoa são: o da Testa, que reflete a sua vida material, e o do centro da Cabeça, que reflete o seu caminho espiritual. Os outros três  Odus  equilibram e harmonizam as energias individuais, complementando as informações dos Odús da testa e do centro da cabeça.





2] Entretanto, e porque tantas vezes aqui, as pessoas pretendem saber quais são os seus Orixás através da sua data de nascimento, uma vez mais recordo que o Orixá que domina os Odús/Caminhos da pessoa, não é necessariamente o Orixá dono da Cabeça desta pessoa, esta resposta só pode ser obtida CORRETAMENTE através do jogo de búzios, jogados por Babalorixá com Mão de Búzios, um Sacerdote com está função, mediunidade específica, seriedade e responsabilidade. Sabendo que ainda exista 30% de possibilidades de erros. Por isso necessidades de confirmações caso pairar dúvidas,levando em considerações já tudo citados e ainda mais variantes possíveis, como ossilações energéticas, desequilíbrios e falta de preceitos necessários aos envolvidos no Jogo, tanto ao Sacerdote como Consulente.

Agora que já conhece o Caminho Inicial..... de uma Estrada imensa de aprendizados e curiosidades.... Respeite os Odus, Respeite os Sacerdotes das Nações que formam o Candomblé. Umbanda e Nações são como  óleo e água, ambos são líquidos, mas cada um te sua formação, consistência  ou seja, ambas são religiões espiritualistas, porém distintas, mas que cultuam as Energias os Orixás Sagrados, suas Energias e suas influências em nossas existências.  Nos diversas variantes de Umbanda, se encontram os amparam dos Orixás.  Mas este Sacerdote, Médium e Presidente da Sagrada Umbanda de Pai Serafim do Congo, Cacique Pena Branca e Ogum de Ronda, tem por obrigação de esclarecer aos médiuns novos na caminhada de trabalho, que  se estudarem, aprofundarem nos conhecimentos sérios das vibrações dos Orixás cultuados na Umbanda, sendo médiuns de Umbanda, conseguirão compreender e se  firmarem mais. O caminho é o Amor, a Verdade, a Responsabilidade e o Exercício, ou seja o Trabalho.   Lembrando que o equilíbrio espiritual, vibracional, sentimental bem como o amparo vibracional aos semelhantes é muito mais importante que conhecimentos decorados apenas.  Axé a todos, Saravá fraterno e Amigo. Isaisa Pintto - Sacerdote Sagrada Umbanda


"OS  16 ODUS ESTÃO APRESENTADOS AQUI NESTE BLOG,  JÁ EM POSTAGENS ANTERIORES, BUSQUE PELO LINK DE PESQUISA OU PELO ÍNDICE E POSTAGENS, BOM ESTUDO E CURIOSIDADES."

Fonte de estudos:   Odus Universo do Entendimento,  Comunidades Net, http://lilamenez.wordpress.com/category/candomble/odus/ 
Adaptação: Isaias Pintto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela participação. Deus lhe abençoe.