RÁDIO SAGRADA UMBANDA - OUÇA - USE OS CONTROLES PARA O VOLUME OU PAUSAR AS MÚSICAS

domingo

Equívocos, erros de postura dentro de uma Casa de Umbanda


Como em toda família ou sociedade, estamos propensos a cometer erros. Não é só de acertos e harmonia que vivem os terreiros de Umbanda, existem erros que são praticados por alguns Sacerdotes e Médiuns. 

Sob um olhar critico, resolvemos relacionar os mais comuns e esperamos que os que lerem esse tópico concordem conosco. 

Esses erros tendem a gerar uma vibração negativa, vindo a desestabilizar o foco de equilíbrio:

Dar guarida a fofoca e comentários maledicentes. Lembrem-se que o ciúme é um dos maiores venenos que a pessoa pode ter;
Uso indevido de determinados elementos em determinados rituais e/ou uso de elementos estranhos ao ritual do culto;

Exploração financeira contra filhos da casa e/ou frequentadores. Não cobra solo (dinheiro para trabalhos fora de Giras), isso foi criado por pessoas que buscavam e buscam já erroneamente forma de comercializar seu tempo e a caridade. 

A Umbanda não cobra qualquer incentivo financeiro ou material sobre seus trabalhos. 

Na Sagrada Umbanda não se pratica a Lei de Salva, ou seja, não se paga por qualquer tipo de trabalho espiritual que venha a ser realizado; Bem como na Religião que se apresenta como Umbanda não deveria praticar tal ato.

Mal cumprimento dos preceitos pelos membros da Casa;
Conduta imprópria ou desrespeitosa de membros da Casa ( aliciar, cobiçar homens ou mulheres, posturas chulas não tem espaço na Umbanda séria; 

Atividades não relacionadas ao culto dentro do mesmo ambiente da Casa ( angariações por comércio de produtos , festas ou vendas de produtos para quaisquer coisas que seja );

Omissão de socorro, pouco caso ou deboche daqueles que ali buscam auxilio;
Ciúmes pelo tratamento dado pelo dirigente da Casa a um ou outro filho;

Tratamento a um filho da Casa de forma exagerada ou excessiva em quaisquer circunstâncias pelo dirigente da Casa;
Atenção dispensada de forma exagerada ao dirigente da casa ou aos outros integrantes do grupo;

Falta de preparo dos filhos nos ritos da Casa;

Elevar um filho da Casa para médium de passe, atendimento, sem ele estar devidamente preparado ( ter preceitos, conduta, assiduidade, responsabilidade, preparo);
Deixar desavenças de ordem particular interferirem nos trabalhos;

Uso de Hipnose Negativa, ou seja sugestionar pessoas para ficarem atreladas ao Culto por Comandos, 

Não dedicar pelo menos um trabalho ao mês, ao desenvolvimento dos filhos da Casa, quando não se dá espaço aos que busquem com concordância e vontade o desenvolvimento e entrada na corrente mediúnica, não basta a visita aos trabalhos, esperando um chamado, mas sim se a pessoa tiver aguçado a mediunidade de irradiação (incorporação), ter tempo, condições familiares e sociais para ter a Umbanda como caminho de evolução espiritual e exteriorização de energias aos próximos, ter responsabilidade e dedicação real desvinculada de próprios interesses;

Afinal muitos pseudos médiuns buscam a Casa para se dar bem, colocar a vida em dia... Achando que indo doar Energia e Amor vão receber do Alto Ajuda a diversas coisas e quando equilibrados nos seus interesses vão se afastando e até deixando de participar ou mesmo se posicionar como Umbandista, esquecendo que se Batizados... Firmaram o Compromisso com Alto que aquela Religião denominada Umbanda é sua Religião. Seu Condutor e Orientador para Evolução... Todos temos livre arbítrio, então cabendo a quem queira se afastar informar e pedir orientação ao Sacerdote que deve ser também sério, orientando com verdade e sem interesses pessoais em segurar o médium ou como muito já vi nessa vida... Amedrontá-los com mentiras e ameaças... Isso NÃO cabe na Umbanda !

Não transmitir os ensinamentos adquiridos, não compartilhá-los com os demais;

Agregar filhos apenas para fazer volume ou aumentar a contabilidade;

Tratar de forma diferente os filhos ou frequentadores da casa, pelo poder aquisitivo ou pela atenção por eles dispensada;
Negar-se a auxiliar um filho da casa, quando o mesmo procura auxilio;

Não respeitar a vida particular do Dirigente da casa, levando a ele problemas fúteis, fora da Casa;

Confundir a liberdade dada;

Confundir a Umbanda que participa com Nação Nagô, Gêge, Ketu, Batuque, Catimbó, Juremada, Candomblé, Outros tipos de Umbanda como...Umbanda traçada (Umbandomblé), Umbanda branca, Umbanda esotérica, Xamanismo, Kardecismo, Catolicismo,etc, etc, etc... 

Sim a Umbanda recebeu algumas influências de outras religiões como Kardecismo, Catolicismo, pois foi alí no movimento espírita que se manifestou as entidades que vieram fundar a Umbanda, as primeiras pessoas que procuraram e entraram nas correntes mediúnicas eram e até se mantinham católicas também. Mas a Umbanda tem sua identidade própria, seus preceitos, seus fundamentos.

Erros absurdos podem advir deste tipo de confusão. Valha-se do conhecimento dos fundamentos da Umbanda para poder ensinar aos demais;

Erro também pensar que a entidade com a qual está trabalhando é sempre mais importante que as outras entidades que trabalham na casa;

Animismo excessivo, o que é extremamente prejudicial ao médium e à Casa;
Muitos religiosos tentaram sistematizar, formatar a Umbanda, criam e introduzem coisas de outras filosofias, sinais que alardeiam ser "passados" pelos Guias e Mentores, mas com única e exclusiva finalidade de lançar uma linha de produção de livros, cursos e formação de pseudos magos a torto e a direita.


Equívocos ainda: 

Aproveitar e interferir nas comunicações entre a entidade e o consulente, usando e aplicando seus próprios conceitos e exprimindo suas opiniões pessoais nada edificadoras, misturando a vibração da entidade, a própria curiosidade, ou colocando pessoas em dúvidas, ou sugestionando negativamente essas pobres pessoas com dor e aflições de todas ordens.

Nunca tomar a frente da entidade com a qual está trabalhando, para tentar resolver por si, problemas que muitas vezes sejam pertinentes a Evolução da pessoa.

Sempre digo: MÉDIUNS TEM QUE VIBRAR AMOR E ENERGIAS SALUTARES APENAS. 

Nunca pense que está incorporado, AFINAL ESTARÁ... Recebendo uma Irradiação Espiritual que sim altera de certa forma o mental, alterando o timbre de voz, também sempre digo e afirmo:

Entidades prontas para servir a Luz, já tem seu Corpo Perispiritual Saudável, assumem posturas, mas aleijões não existem, "mancação" coletiva numa determinada linha... Trata-se de sugestionamento coletivo... Típico de uma Entidade Chefe é apresentada (erroneamente) mancando, todos os as outras dos médiuns ali desenvolvidos mancam, assim se dá com os Gritos, Brados, Sons altos.... Completamente desnecessários, apenas alegóricos e vícios mediúnicos, totalmente dispensáveis. Mesmo digo dos solavancos, muitos pensam erroneamente que quanto mais balançar, chacoalhar suas guias no pescoço, fazer cara de quem vem de outro mundo ou acordou do transe, mostrará que é médium mais forte ou sua entidade melhor. 

Uma Grande utopia, pois quanto mais desenvolvido o médium, mais firme, mais sutil será seu ligamento mediúnico e desligamento ( incorporação como ainda alguns chamam e desincorporação).

Médiuns Tenha certeza disso antes de começar a trabalhar.
Demandar contra qualquer pessoa ( Ou seja tentar magisticamente devolver cargas isso além de ser um crime, pois quem aplica demanda é a Lei Maior de Deus, quando assim seja determinado por Ela própria. Não cabendo a encarnado algum.

Isso não é de Umbanda !

Os filhos da Casa devem ter consciência sobre a manipulação de energia e suas responsabilidades. 

A Umbanda não utiliza sua magia para prejudicar quem quer que seja. A Lei Divina se encarrega para que todos tenham o que merecem;

Usar sangue ou sacrifício animal em qualquer tipo de trabalho. A Umbanda não se utiliza destes elementos para seus trabalhos. Não é sacrificando um animal ou usando sangue que se alcança a graça divina, pois nós não temos o direito de tirar a vida de quem quer que seja.

Tem Corte ? Imolação ? Sacrifício ? Não é UMBANDA, mas sim religião ou seita divergente da Umbanda, seja ela Umbandomblé, Umbanda Mista, Esotérica etc. Muitas Casas mostram-se como Umbanda, mais tarde mostram aos médium que existe outra localidades onde se pratica tais atos e usam oráculos,  apoio e dirigência de Sacerdotes de Nação
 ( Candomblé Velado ) usando na faxada o nome de Umbanda isso ou aquilo. Afirmo UMBANDA não tem corte !
Mistificação. Abusar da credibilidade, enganar, iludir, burlar, lograr e ludibriar. MÍSTICO = misterioso ou espiritualmente alegórico ou figurado. Usar os trabalhos mediúnicos para aproximar de mulheres ou homens com intenções desvinculada da religião, ou seja carnal.

Adornos ( Jóias ou semi-jóias sem contexto religioso - estes objetos são geralmente de metal e podem causar distúrbios, visto que o médium necessita ter seus plexos nervosos isentos de quaisquer percalços que possam coibi-los em algo. Bem como podem enroscar em algo ou pessoas em algum movimento físico.

E, também porque, a regra do umbandista é a simplicidade, nada de exibições, de vaidade e aparência fúteis. Casa espiritual não é casa de modas.

Roupas insinuantes. Deve-se ter consciência que ao adentrar o terreiro, você está adentrando uma casa santa, uma casa sagrada. Deve, então, livrar-se de pensamentos pecaminosos, contrários aos trabalhos espirituais. Roupas insinuantes são absolutamente negativas e dispensáveis aos trabalhos de qualquer casa espiritual. Não é mostrando o corpo ou a silhueta que o trabalho será bem desenvolvido, mas sim, completamente ao contrário.

Aos médiuns iniciantes, não convém e é ato de pura irresponsabilidade chamar as entidades com as quais se está trabalhando fora da casa de trabalhos. Isto, além de irresponsável, pode ser extremamente perigoso, pois os médiuns iniciantes ainda não conhecem as vibrações energéticas das entidades e podem dar passividade à quiúmbas (espíritos marginais, obsessores, arruaceiros ou afins), sem saber.

É fato que os médiuns, ao se encontrarem nos dias de trabalho, direcionam suas conversas, muitas vezes até inocentemente, a rumos antagônicos ao desenvolvimento dos trabalhos da casa. É preciso que os médiuns tenham consciência que a preparação para os trabalhos começam à 0:00 hora do mesmo dia (pelo menos) e que conversas diversas que não são afim ao trabalho que será desenvolvido começam por desestabilizar o equilíbrio da Casa.

Falta de conhecimento espiritual. As entidades valem-se do conhecimento dos médiuns para poderem se comunicar. Quando o médium pouco sabe, pouco estuda, não que as entidades pouco podem fazer pelas pessoas, porém não se chega a terceira energia, pois o médium está sem condições de percepção, pois é necessário um desenvolvimento sério para que o médium chega ao patamar de poder ter condições de receber e transmitir uma informação, fala, mensagem da espiritualidade, caso o contrário ficará apenas em vibrações e doação de Amor, se conseguir isso já se é uma grande conquista ! Reflitam sobre tudo isso.

Faz-se absolutamente necessário o estudo e a aquisição de conhecimento espiritual para atingir a própria evolução e, conseqüentemente, auxiliar as entidades em sua evolução espiritual. O conhecimento é a base do bom viver, é a estrutura de uma vida de sucessos. Atentem-se senhores (as) médiuns, que o conhecimento nunca será em demasia e é a única coisa que fará parte de cada um. As casas que possuem médiuns com alto grau de conhecimento espiritual, normalmente têm seus trabalhos muito bem desenvolvidos.

Repito.... Excesso de problemas na hora de cortar a irradiação ou chegar ao fim dela. Muitos médiuns têm um péssimo hábito de mostrar problemas excessivos na incorporação ou desincorporação, muitas vezes somente para mostrarem-se o quão forte são, o quão fortes são suas entidades e para tomarem um pouco mais de atenção do dirigente da casa. Aquelas "manjadas" incorporações e desincorporações ou seja acoplagem de irradiação e desacoplagem, acompanhadas de pulos, sacudimentos mega exagerados....  Seguido da CARA que acordou agora... Ou que o médium não estava ali...  Essa mentira já caiu por terra faz tempo ! Médium Inconsciente é médium como desmaiado, desdobrado... Quieto, sem movimentos algum... Raríssimos num toque de Umbanda, ou seja " Viu isso em algum médium seja iniciante ou Sacerdote... Já fique com o pé atrás ! A mentira começa ali.
Médiuns irradiados que falam, andam, dançam... Estão sob influência de irradiação... Mas Conscientes !!!


Lembrem-se, senhores (as) médiuns que uma entidade que chega ao terreiro para trabalhar é normalmente uma entidade com alto grau de evolução e nunca faria um filho sofrer principalmente durante sua desincorporação. Descarregar o médium quando de sua partida não tem relação alguma com sofrimento deste. Estabilizar a energia do médium não é aplicar um choque.

É comum encontrarmos nas Casa, Terreiros médiuns de outras Casas ou até mesmo médiuns que não se encontram trabalhando espiritualmente, terem a chance de receber suas entidades durante os trabalhos da Casa.

Quando um médium ou uma pessoa demonstra a vibração, caberá o auxílio e também orientação de postura, pois quem tem que escutar isso sim é a pessoa , ou seja o médium, pois o Guia, Guardião sempre sabe se comportar em todos lugares, quem tem vícios, excessos, desencontros sempre é o médium.

É preciso tomar muito cuidado com a autoridade dentro de uma Casa. Com espíritos ali socorridos, cabe evangelização, orientação para aproveitamento das energias a ele vibrada e também deve-se mostrar-se enérgico, caso for necessário e nunca desrespeito. Lembremo-nos que muitas vezes, durante os finais dos trabalhos, todas as entidades já sabem que devem deixar o plano e acabar as irradiações (desincorporar). 

Normalmente o que segura as entidades nos trabalhos são os próprios médiuns. Outras vezes faz-se necessário que a(s) entidade(s) fique(m) no terreiro para terminar de equilibrar o ambiente e os médiuns do trabalho, bem como os consulentes que ainda permanecem ali. Srs. Capitães (ou que se julgam entendidos!!!), muito cuidado com a autoridade para com as entidades e para com os filhos da casa. Um Sacerdote de Casa, Terreiro é aquele que detém bom conhecimento espiritual, é aquele que coloca ordem nos trabalhos e os conduz a um bom fim, nunca aquele que determina, dá ordens e abusa de sua autoridade. Senhores dirigentes: cuidado ao dar "cargos hierárquicos" dentro de um terreiro. Umbanda é uma religião simples e deve ser trabalhada desta forma, sem complicações e sem cargos.

Permitir que entidades peçam o número do telefone dos consulentes ou coisas semelhantes , já explicado esse absurdo acima.

Cada Casa de Umbanda tem suas formas, sistemáticas de trabalho, diferentes Orixás Regentes, mas a Umbanda Umbanda é uma só.

Isaias Pinto Hernandes - Sacerdote da Sagrada Umbanda. www.sagrada-umbanda.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigado pela participação. Deus lhe abençoe.